Home / Mais notícias / Bota equilibra ações, mas perde na estreia para Palmeiras
Bota equilibra ações, mas perde na estreia para Palmeiras

Bota equilibra ações, mas perde na estreia para Palmeiras

Luís Augusto
laugusto@botafogosp.com.br

O Botafogo estreou com derrota no Campeonato Paulista. Jogando diante do atual campeão brasileiro, o Tricolor não se intimidou, teve uma boa apresentação, mas não conseguiu evitar o tropeço, por 1 a 0, em duelo realizado no Estádio Allianz Parque, em São Paulo. Tchê Tchê marcou o único gol da partida.

O Tricolor chegou a empatar o duelo com gol de Marcão na etapa complementar, porém o lance foi anulado por que a arbitragem viu impedimento do camisa 9 botafoguense.

O Pantera faz sua estreia em casa pelo Campeonato Paulista neste sábado (11), às 19h30, contra o Grêmio Novorizontino, no Estádio Santa Cruz. Para esta partida, o técnico Moacir Júnior poderá contar com o atacante Francis, que foi um dos últimos contratados e ainda não havia ganhado condição de jogo para atuar na primeira rodada.

O JOGO
A partida começou em alta velocidade e com menos de um minuto o Palmeiras conseguiu chegar perigosamente no ataque pela primeira vez. Roger Guedes foi lançado nas costas da zaga e só não marcou por que Neneca saiu nos pés do jogador para interceptar o lance.

A resposta botafoguense veio no lance seguinte. Rafael Bastos carregou a bola até a entrada da área e arrematou de perna esquerda. A bola tinha endereço certo, mas Fernando Prass saltou para fazer grande defesa e espalmar a bola para escanteio.

O Palmeiras jogou sem um atacante fixo na área e abusou das jogadas de muita movimentação. Mesmo assim, o time da capital paulista não conseguiu encaixar uma boa jogada para ameaçar a meta defendida por Neneca.

Rafael Bastos foi o jogador mais efetivo do ataque botafoguense. O camisa 16 pegou sobra da zaga adversária e finalizou rasteiro no canto. Fernando Prass teve trabalho para tocar na bola e mandar para escanteio.

O goleiro adversário ainda foi trabalhar de novo nos minutos finais da primeira etapa. Fernandinho ficou com a sobra e encheu o pé. O camisa 1 cerrou os punhos e desviou a bola para escanteio.

A partida estava controlada pelo Tricolor, mas o time levou um duro golpe no início da etapa complementar. Na primeira chegada dos donos da casa, Tchê Tchê fez jogada individual, puxou para a perna esquerda e chutou no canto. Neneca saltou, mas não conseguiu evitar o primeira gol.

Mesmo com o gol, o Botafogo não se intimidou e partiu para buscar o empate. Em uma boa inversão de jogo, Samuel Santos apareceu livre de marcação e pegou de primeira na bola. A bomba passou em frente ao gol palmeirense e ninguém conseguiu tocar. Depois foi a vez de Marcão, que cortou o zagueiro e arrematou perigosamente por cima do gol.

Na sequência o Tricolor ficou na bronca com a arbitragem. Rafael Bastos acerou chute forte da entrada da área e Fernando Prass deu rebote. Marcão estava bem posicionado para empurrar para as redes, porém o gol foi anulado pela arbitragem que viu impedimento do camisa 9 no lance.

O Botafogo pressionou e tentou buscar o empate, mas não conseguiu evitar a derrota na estreia pelo Campeonato Paulista.

FICHA TÉCNICA:
Palmeiras 1 x 0 Botafogo
Paulistão 2017 – 1ª Rodada
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 05/01/2017 – Horário: 17h00 (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Assistente 1: Danilo Ricardo Simon Manis
Assistente 2: Luiz Alberto Andrini Nogueira
Quarto Árbitro: Danilo da Silva

Gols: Tchê Tchê, aos 2’/2ºT (Palmeiras);
Cartões amarelos Tchê Tchê (Palmeiras); Matheus Mancini, Samuel Santos, Diego Pituca e Rafael Bastos (Botafogo);

Público: 24.194 pagantes
Renda: R$ 1.472.194,47

Palmeiras: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Felipe Melo, Roger Guedes, Tchê Tchê (Thiago Santos), Raphael Veiga (Michel Bastos) e Dudu; Willian (Alecsandro). Técnico: Eduardo Baptista.

Botafogo: Neneca; Samuel Santos, Gualberto, Matheus Mancini e Fernandinho; Bileu, Marcão Silva, Diego Pituca (Bernardo) e Rafael Bastos (Vitinho); Marcão e Serginho (Wesley). Técnico: Moacir Júnior.

Foto: Rogério Moroti/Agência Botafogo

Scroll To Top