Home / Mais notícias / Na raça, Tricolor vence Mirassol e entra no G2 do Grupo A
Na raça, Tricolor vence Mirassol e entra no G2 do Grupo A

Na raça, Tricolor vence Mirassol e entra no G2 do Grupo A

Luís Augusto
laugusto@botafogosp.com.br

Um jogo que parecia controlado pelo Botafogo, ganhou tons de dramaticidade nos minutos finais e a raça tricolor fez a diferença contra o Mirassol. Na noite desta sexta-feira (3), o Pantera passou pelo Mirassol, pelo placar de 3 a 1, no Estádio Santa Cruz, e os gols da vitória foram anotados por Marcão, Fernando Medeiros e Serginho.

Diante do time do interior de melhor campanha no Paulistão, o Botafogo não se intimidou e mostrou um bom futebol. Os visitantes reagiram na etapa complementar, mas os botafoguenses acreditaram até o fim e confirmaram a terceira vitória do Tricolor no Paulistão.

O Pantera com essa vitória entrou na zona de classificação do Grupo A, tendo agora 10 pontos e ocupando a 2ª colocação. O Tricolor volta a atuar pelo Paulistão no próximo sábado (11), às 15h00, contra o Santo André, em duelo que será realizado no Estádio Bruno José Daniel, em Santo André. O meia Diego Pituca deverá retornar ao time nesta partida, já que ele não atuou contra o Mirassol por que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Por outro lado, o volante Marcão Silva recebeu o terceiro amarelo e ficará de fora.

A vitória foi dedicada pela diretoria do Botafogo ao ex-presidente do clube, Atílio Benedini Neto, que veio a falecer na noite desta sexta-feira (3). O clube decretou luto oficial pelo próximos três dias.

O JOGO

O retorno do atacante Marcão ao comando de ataque deu nova força para o time neste setor. Com experiência e bom senso de posicionamento, Marcão roubou a cena e rapidamente se tornou o jogador mais perigoso do Botafogo na partida.

Enquanto isso, o meio de campo botafoguense não deu espaços para os homens de criação do Mirassol. Xuxa, artilheiro e um dos destaques do Paulistão, não teve tempo para respirar e mal conseguiu tocar na bola para conseguir criar alguma jogada perigosa para os visitantes.

Fernandinho recebeu bola pelo lado esquerdo do ataque do Botafogo e fez o cruzamento na medida para Marcão. O atacante foi mais esperto que o goleiro Vagner, antecipou a jogada e mandou a bola, de cabeça, para o fundo das redes. Este foi o primeiro gol de Marcão com a camisa do Pantera.

O gol animou o time e outras boas chances de gol foram criadas. Gualberto e Filipe, de cabeça, e Rafael Bastos, com arremate da entrada da área, fizeram Vagner trabalhar bastante e deixaram a torcida com o grito do segundo gol a ponto de sair da garganta.

O Botafogo continuou com jogo intenso no segundo tempo e Marcão teve duas boas chances para marcar nos primeiros minutos. Primeiro, o camisa 9 recebeu assistência de Vitinho e chutou para boa defesa de Vagner. Depois, Fernandinho cobrou falta lateral que quase entrou direto e, no rebote, Marcão encheu o pé e a defesa conseguiu salvar em cima da linha.

O Mirassol só foi assustar aos 15 minutos. Raul carregou a bola pela linha de fundo e arrancou cruzamento. Zé Roberto, mesmo desajeitado, conseguiu cabecear e a bola beijou o travessão. No rebote, Rodolfo teve a chance do empate, mas para a sorte do Pantera a conclusão saiu por cima do gol.

Os visitantes esboçaram uma pressão, mas levaram um golpe quando o lateral Raul, foi expulso, aos 25 minutos. O jogador do Mirassol impediu a passagem de Samuel Santos na ponta direita e cometeu falta sem bola. O árbitro aplicou o segundo cartão amarelo no lateral e posteriormente ele recebeu o vermelho.

O Botafogo aproveitou o homem a mais em campo e partiu para buscar o segundo gol. Samuel Santos cruzou, Francis escorou e Rafael Bastos empurrou para o gol, mas Vagner defendeu novamente. Na sequência, o Tricolor roubou a bola e Fernandinho deixou Bastos na cara do gol. O camisa 16 encheu o pé e a bola caprichosamente explodiu no travessão.

A partida estava controlada, mas em um lance polêmico o Mirassol conseguiu o empate. Xuxa fez o levantamento na área, Willian apareceu em posição duvidosa e tocou de cabeça para as redes antes da chegada do goleiro Neneca.

Na base da raça, o Botafogo foi para cima do Mirassol e buscou os gols da tranquilidade apenas nos acréscimos. Fernando Medeiros recebeu assistência de Rafael Bastos e bateu de perna esquerda. A bola tomou uma trajetória que enganou Vagner e ela caiu dentro do gol.

Na sequência, Serginho brigou pela bola na grande área e foi derrubado. O pênalti foi marcado, o próprio Serginho foi para a batida e deu números finais a partida: 3 a 1 para o Fogão.

FICHA TÉCNICA:

Botafogo 3 x 1 Mirassol
Paulistão 2017 – 7ª Rodada
Local: Estádio Santa Cruz – Ribeirão Preto (SP)
Data: 03/03/2017 – Horário: 19h00 (de Brasília)
Árbitro: Adriano de Assis Miranda
Assistente 1: Eduardo Vequi Marciano
Assistente 2: Enderson Emanoel Turbiani da Silva
Quarto Árbitro: André Luis Riquena

Gols: Marcão, aos 27’/1ºT, Fernando Medeiros, aos 45’/2ºT, e Serginho, aos 48’/2ºT (Botafogo); Willian, aos 36’/2ºT (Mirassol);
Cartões amarelos: Bileu, Fernandinho, Neneca, Marcão Silva (Botafogo); Raul, Zé Roberto, Willian, Wellington, Tony (Mirassol);
Cartão vermelho Raul (Mirassol);

Público: 3007 pagantes / 3358 total
Renda: R$ 47.810,00

Botafogo – Neneca; Samuel Santos, Gualberto, Filipe e Fernandinho; Bileu (Serginho), Marcão Silva, Vitinho (Fernando Medeiros) e Rafael Bastos; Marcão (Wesley) e Francis. Técnico: Moacir Júnior.

Mirassol – Vagner; Tony, Wellington, Wallace e Raul; Willian, Ricardinho (Rodrigo Biro), Welinton Júnior (Bruno Sávio) e Xuxa; Zé Roberto (Rafael Lucas) e Rodolfo. Técnico: Moisés Egert.

Foto: Rogério Moroti/Agência Botafogo

Scroll To Top